Acompanhamento da tramitação processual

As coisas em nosso país demoram a acontecer mas quando “ficamos em cima” elas acabam andando.
Muita coisa já mudou depois da minha denúncia ao MP de São Paulo.
Minha filha, graças a Deus, está ótima. Estuda em uma escola super atenta com as questões de inclusão, que acompanha de perto os passos de seus alunos, orientando, apoiando e se mostrando receptiva em todas as questões relacionadas a cada especificidade das crianças que lá se encontram em pleno desenvolvimento de atividades propostas e inovaram contratando uma pessoa responsável para ter um olhar mais atencioso ainda às crianças com necessidades diferenciadas, uma profissional dedicada e fantástica, que vai ao encontro do meu desejo como mãe e atualmente em processo de formação em Fonoaudiologia, o que tem ajudado imensamente na compreensão de todo o quadro e a ter uma visão mais abrangente e que me dá propriedade para analisar alguns aspectos. Este ano está cursando o 2. ano do fundamental e acompanha sem problemas as crianças ouvintes. Tenho contato com duas mães de uma sala da mesma série no Colégio Rio Branco e Amanda está bem mais adiantada que seus filhos. O que mostra claramente que a justificativa ridícula, discriminatória e preconceituosa daquela instituição de “ensino” é tão patética quanto as pessoas que ali analisaram e julgaram minha filha como INCAPAZ de acompanhar a sala “perfeita” deles.
No ano passado eu fui chamada no MP para prestar mais esclarecimentos, fui muito bem atendida pela nova promotora que está cuidando do caso e informada sobre como andavam as coisas. Essa semana recebi uma nova solicitação de comparecimento pedindo informações atuais da vida escolar da Amanda. Ou seja, eles não fecharam os olhos e estão acompanhando tudo muito de perto embora a gente ache que as coisas não estão andando.
O colégio, por sua vez, precisou se mexer e para mostrar que não faz discriminação e nem tem preconceito em aceitar crianças deficientes em sua unidade Higienópolis, abriu turma para Surdos e isso trouxe muita alegria em meu coração pois não teria acontecido tão rápido sem a nossa denúncia, eles estavam bem acomodados em sua zona de conforto, desacreditando que algum familiar tivesse a “coragem de brigar com peixe grande” como eu ouvi de um representante deles no MP. Um pequeno passo foi dado, e uma sementinha foi plantada.
Obrigada a todos que acompanham e que acreditam que são nossos pequenos atos que mudam o mundo.

Incluir não é somente dar um espaço físico para cumprir leis ou para marketing. Incluir é acreditar na potencialidade individual do ser humano e fornecer à ele o melhor para que ele possa alcançar o seu melhor.

Sheila Carvalho

Anúncios

6 Comentários (+adicionar seu?)

  1. Marcella
    abr 05, 2012 @ 18:38:31

    PARABÉNS mãe. Também tive a matricula de meu filho negada no rio branco a uns anos porque ele tem dislexia. A cordenadora disse-nos que eu deveria procurar uma escola especial por que ele não acompanharia a sala e não seria bom para ele entre outras desculpas em seu discurso. Ele estuda em uma escola que é nossa segunda casa, é tratado com respeito e as professoras fazem adaptações necessárias, como você disse na sua última frase, inclusão é respeito ao ser como ele é, ele já está no sétimo ano, nunca reprovou e é um ótimo aluno, tem as melhores notas da turma e desenha como um profissional.
    Lendo seu site, me arrependi por não denunciar aquele covil por que eles quase destruiram meu filho e minha familia na forma como nos trataram.
    Parabéns de novo pela garra e pela força que dá para sua filha. Esteja certa que você será sempre a melhor amiga dela, a pessoa que ela sempre poderá confiar por que esteve ao lado dela em todos os momentos fortalecendo sua auto estima e ajudando a ela ser uma pessoa melhor.
    abraço, Marcella

    Responder

    • Sheila&Amanda
      maio 04, 2012 @ 19:47:20

      Obrigada Marcela, eu estou revendo alguns passos que dei e também aguardo posição do MP favorável às crianças com deficiência e desfavorável aos crápulas daquele lugar.
      abraços

      Responder

  2. jarbas
    maio 08, 2012 @ 22:33:58

    Admirável sua luta, Sheila. Confesso minha ignorância sobre inclusão de surdos oralizados,
    Divulguei seu blog no mural do meu Facebook e mandei mensagem para Cláudia Caroprezzo, minha ex-aluna, amiga e mãe de criança que às vezes enfrenta problemas de inclusão, sugerindo que reparta experiências com você.
    Ficam aqui meus cumprimentos e admiração por tudo o que você está fazendo para nos ensinar inclusão.
    Meu espaço, o Boteco Escola, sempre estará à sua disposição. Abraço grande,

    Jarbas

    Responder

  3. Tais Seki
    jun 17, 2012 @ 00:30:37

    Olá! Meu nome é Taís, nasci surda oralizada e não faço uso de Libras. Estava fuçando no Google sobre surdez oralizada, pois tenho 27 anos e ultimamente tenho procurado mais sobre direitos e tudo mais. Fiquei mto emocionada com a sua atitude e indignada com a instituição. Sei que a minha mãe tbm passou por situações humilhantes assim, mas ela nunca demonstrou pra mim. Acho que ela tbm brigou mto com a escola, onde estudei, e me contou que tive que fazer um teste pra entrar no pré-escolar. Estudei normalmente, sentando na primeira fileira. Fiz tantas coisas na vida e sou tão agradecida por ter uma mãe especial! E vendo o seu blog, me lembrou como sou grata a ela! Obrigada! E parabéns pelas atitudes!!! Vou continuar acompanhando e apoiando o seu blog! Bjos!

    Responder

  4. Bruna
    nov 05, 2012 @ 20:02:06

    Sheila, encontrei seu blog por acaso e tb fiquei emocionada e indignada com o que vc e sua filha passaram. Parabéns pela coragem e pelo amor e dedicação à sua filha. Fiquei muito feliz em saber que o MPE cumpriu sua função. Espero que vc tenha decidido entrar com todos os processos possíveis contra o Rio Branco, vcs merecem ganhá-los todos. Essa gente só aprende quando seu bolso é ameaçado… Nojentos.
    Adoraria ler mais sobre sua luta, ou seja, de ler mais posts, como era sua intenção inicial com o blog… Escreva mais!
    E fiquei curiosa: qual escola sua filha freqüenta? É sempre bom ter referências… Abraço
    Bruna

    Responder

    • Sheila&Amanda
      nov 07, 2012 @ 18:43:22

      Oi Bruna,
      Na verdade eu não entrei com nenhuma ação por danos, apenas mesmo no MPE para solicitar providências à “escola”…
      Estou para postar os novos acontecimentos, apenas aguardando uma nova documentação que o MP vai liberar. Mas ao que tudo indica o colégio está se adequando em todas as solicitações feitas pelo MP rssss
      Minha filha frequenta a escola EM FRENTE, o Colégio Nossa Senhora de Sion e lá foi MUITO BEM recebida e graças a Deus está muito bem também…
      Bjoo

      Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: